Pós festa

“Será que alguém se identifica?” – Aquele Por Trás dos Teclados.

Cláudio retornava a pé e apertado daquela festa; também pudera, se disputasse com um camelo sobre quem consegue ingerir mais líquido, venceria disparado. Tomara, sôfrego, todo o álcool que foi humanamente possível de estocar em sua barriga. Males de um “Open Bar” oferecido a alguém sem freios, aquela velha história.

Eis que em certo momento de sua jornada cambaleante até o apartamento que vivia, sentira, escruciante, o lembrete da natureza de que tudo o que entra, deve sair; sua mente bêbada logo processara: não conseguiria chegar ao seu banheiro a tempo, de modo que optara pelo caminho dos porcos, colocando-se a procurar um canto discreto em vias de urinar por ali mesmo.

Continue reading “Pós festa”